sábado, 26 de janeiro de 2008

Quase tudo é eventual

Ainda faltam 24 dias.
É tão esquisito pensar que um sonho depende de uma lista, pensar que você pode esperar mais um ano para realizar o maior de todos os seus desejos.
É assim comigo. Pior que não passar no vestibular, é ficar na lista de espera. Toda aquela aflição, todo aquele medo... é horrível!
Tento pensar positivamente, mas quando o faço, já vem os malditos "se": E se eu não passar? E se acontecer um acidente na viagem até Ponta Grossa? E se eu perder o horário? E se eu não encontrar a sala de matrícula? Queria muito que tudo isso escapulisse de mim. Por mais que todas as pessoas com quem eu converso digam: "Ah... você vai passar, tenho certeza disso!"e coisas do gênero, eu sei que é somente da boca para fora, que é somente para me reconfortar; e mais uma vez estou sendo pessimista.
É muita pressão. Estou sofrendo muito por causa disso, não me alimento direito, levo mais tempo que o normal para dormir (quando durmo), fico estressado a qualquer momento e choro, choro muito, mas creio que somente com este verbo que conseguirei diminuir um pouco deste peso.
Os melhores companheiros (como sempre) são os livros. Leio muito e isso me ajuda muito, consigo parar de pensar nisso tudo. Voltar a trabalhar também foi bom, mas ainda assim não colabora: é um monte de gente perguntando da faculdade.
Agora, creio eu, que até lá, o meu único companheiro será o livro Tudo é Eventual, do mestre de terror Stephen King. Acho que uma leitura de terror vai me ajudar, passar por outras sensações.


Bom... até lá, vou seguindo; tropegando e sofrendo.
Quero que no fim, tudo isso seja recompensado.
Quero que no fim, eu seja feliz.

Um comentário:

Gabriela Vasconcelos disse...

Vai dar tudo certo. É só confiar em si mesmo. E eu achando que tinha o maior problema do mundo indo pra uma escola nova, porque eu não sigo a moda e sou muito diferente... Tenho medo de não fazer nenhum amigo. Espero que você fique mais calmo. Ler sempre ajuda.
:*