quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Reencontros!

Hoje um momento valeu por viver o mês inteiro!!
REENCONTREI UMA AMIGA!
Faz um ano que não conversava mais com ela, parece pouco, mas esta amiga é uma amiga virtual! Quando eu a conheci, ela estava no último ano da faculdade de Jornalismo em Goiânia e perdemos o contato por causa de sua monografia, sendo então, nunca mais a encontrei.
Mas hoje, ao iniciar a leitura de um guia sobre Harry Potter, eis que encontro o nome dela como colaboradora. Na revista, ela escreveu duas colunas.
Mandei um e-mail para o pessoal da Mundo Estranho, pedindo o e-mail da Lorena. Ao verificar a minha caixa de entrada, eis que encontro TRÊS e-mails do próprio editor-chefe da revista! De imediato mandei um e-mail para ela. Agora, estamos no MSN, colocando a conversa em dia. Descobri que ela saiu de Goiânia, foi para São Paulo e agora trabalhar nas revistas: Mundo Estranho, AnaMaria, Aventuras na História, Capricho e Love Teen; todas da conceituada Editora Abril.
Aos poucos iremos conversar mais.

Na lista de links, foram adicionados o blogger da Lorena e o site da ME.

E quem quiser o guia do Harry Potter, pode pedir que estarei emprestando. Não é porque a Lorena é a minha amiga, mas foi o melhor guia que eu já li até agora!


Abraços.

2 comentários:

Lorena Verli disse...

Reencontros são as melhores coisas da vida. Aprendi isso depois que saí de Goiânia e deixei amigos e família por lá para vir trabalhar em São Paulo. Mas ao ouvir bons amigos falarem tão bem do meu trabalho, vejo que tomei a atitude certa. É muito bom ser reconhecida pelas pessoas, mas melhor ainda é reencontrar um amigo de uma maneira tão inesperada. Foi um prazer, Jorge, pode ter certeza disso!!!! Bjos e a gente continua se falando...

mione disse...

eu não comecei a gostar desse duende apenas por que era um ótimo amigo.

eu vi que esse duende era eu, apenas um pouco menor. eu vi que tinha o dever de cuidar e proteger esse duende, portanto, adotei-o.


agora sinto que se eu perder meu duende, quem vai precisar de proteção sou eu. já nem sei mais quem cuida de quem.